quanto ganha um responsavel tecnico medico

3 Nos estabelecimentos assistenciais médicos não especializados, basta o título de graduação em medicina para assumir a direção técnica ou direção clínica; Capítulo IX DAS disposiÇÕES gerais Art.
É obrigatório o exercício presencial da direção técnica e da direção clínica.
Cidades, são Paulo 10, campinas 7, porto Alegre 6, belo Horizonte 3, rio de Janeiro 2, são José dos Campos.
2, esta Resolução e seu anexo entrarão em vigor no prazo de 180 dias, contados a partir de sua publicação, quando serão revogadas a Resoluções CFM.342, de 08 de março de 1991, e.352, de 17 de janeiro de 1992.10 Em caso de afastamento ou substituição do diretor técnico ou do diretor clínico em caráter definitivo, aquele que deixa o cargo tem o dever de imediatamente comunicar tal fato, por escrito e sob protocolo, ao Conselho Regional de Medicina.Indaiatuba 1, jundiaí 1, sumaré 1, estados, são Paulo 26, distância Localização exataMenos de 15 kmMenos de 25 kmMenos de 50 kmMenos de 75 kmMenos de 100.Não definido 1, prestador de Serviço, temporário, jornada de trabalho 12x36, a combinar 1, jornada flexível, período integral 2, tempo parcial, experiência Salário Sem Até Sem Buscas similares "responsavel tecnico medico salario estado são paulo.A prestação de assistência médica e a garantia das condições técnicas de atendimento nas instituições públicas ou privadas são de responsabilidade do diretor técnico e do diretor clínico, os quais, no âmbito de suas respectivas atribuições, responderão perante o Conselho Regional de Medicina.A resolução 2147 de 2016 do Conselho Feedral de Medicina estabelece normas sobre a responsabilidade, atribuições e direitos de diretores técnicos, diretores clínicos e chefias de serviço em ambientes médicos.Empresa continental 1 hermes pardini 1, tipo de contrato, autônomo, efetivo 10, estágio.4 O diretor técnico somente poderá acumular a função de diretor clínico quando eleito para essa função pelos médicos componentes do corpo clínico com direito a voto.2 O diretor técnico de serviços médicos especializados em reabilitação deverá obrigatoriamente ser médico especialista, ainda que sejam utilizadas técnicas fisioterápicas.Capítulo VI DOS direitos DA direÇÃO CLÍnica Art.1 Excetuam-se dessa limitação as pessoas jurídicas de caráter individual em que o médico é responsável por sua própria atuação profissional.Pode mudar a configuração ou obter mais informações aqui.Se continua com a navegação consideramos que aceita seu uso.Eu a li ao vivo num live do facebook no Academia Médica, que você pode acompanhar abaixo, ou lê-la na íntegra a seguir.3 É possível ao médico exercer, simultaneamente, as funções de diretor técnico e de diretor clínico.Taxas, emissÃO DE boletoolicitaÇÕES DE reembolsarcelamento).
8 Ao médico será permitido assumir a responsabilidade, seja como diretor técnico, seja como diretor clínico, em duas instituições públicas ou privadas, prestadoras de serviços médicos, mesmo quando tratar-se de filiais, subsidiárias ou sucursais da mesma instituição.
Vinhedo 2, americana 1, contagem 1, cosmópolis 1, estados, são Paulo 26, rio Grande do Sul.




Ver mais Em Trovit usamos cookies de terceiros para melhorar sua experiência de usuário, melhorar nossos serviços, assim como para analisar seus hábitos de navegação com a finalidade de mostrar-lhe publicidade relacionada com as suas preferências.Para tanto, é necessário que o estabelecimento assistencial tenha corpo clínico com menos de 30 (trinta) médicos.6 São deveres do diretor clínico: I) Dirigir e coordenar o corpo clínico da instituição; II) Supervisionar a execução das atividades de assistência médica da instituição, comunicando ao diretor técnico para que tome as providências cabíveis quanto às condições de funcionamento de aparelhagem e equipamentos.A logomarca do CFM incorpora elementos gráficos que dão forma uma esfera composta pela superposição de outras figuras geométricas, sendo que no centro se encontram o caduceu e a serpente, símbolos da Medicina.Ordenar por RelevânciaData (Mais recentes primeiro)Data (Mais antigos primeiro).Considerando o artigo 28 do Decreto.931, de 11 de janeiro de 1932, que declara que qualquer organização hospitalar ou de assistência médica, pública ou privada obrigatoriamente tem que funcionar com um diretor técnico, habilitado para o exercício da Medicina, como principal responsável pelos.Carlos vital tavares corrÊA lima Presidente henrique batistilva Secretário-Geral.Assegurar o pleno e autônomo funcionamento das Comissões de Ética Médica; IV certificar-se da regular habilitação dos médicos perante o Conselho de Medicina, bem como sua qualificação como especialista, exigindo a apresentação formal dos documentos, cujas cópias devem constar da pasta funcional do médico perante.3 É assegurado ao diretor técnico o direito de suspender integral ou parcialmente livro jogando para ganhar as atividades do estabelecimento assistencial médico sob sua direção quando faltarem as condições funcionais previstas nessa norma e na Resolução CFM n 2056/2013, devendo, na consecução desse direito, obedecer ao disposto nos.
2, o diretor técnico, nos termos da lei, é o responsável perante os Conselhos Regionais de Medicina, autoridades sanitárias, Ministério Público, Judiciário e demais autoridades pelos aspectos formais do funcionamento do estabelecimento assistencial que represente.



Quando se tratar do disposto no parágrafo 4 do artigo 2 deste dispositivo, as ações devem obedecer ao estabelecido nos contratos e em acordo com a legislação específica que rege este setor.
Capítulo III DOS direitos DA direÇÃO TÉcnica Art.


[L_RANDNUM-10-999]